Artigos

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

MODA E CONSUMO CONSCIENTE

MODA   E CONSUMO CONSCIENTE
Como estar bem vestido gastando pouco.
 
      Ser uma pessoa elegante dá muito menos trabalho do que se imagina: não tem a ver com o valor do seu casaco, muito menos, com o preço da sua última viagem.
       Ser elegante é estar em paz com seu estilo, é saber respeitar o seu corpo e se recusar a usar peças que não lhe valorizam; é evitar ser conduzido pela mania de desperdiçar, comprando desenfreadamente; é não ser escravo da indústria da moda, mas usá-la a seu favor.
 
      No mês de novembro, estive no Colégio Objetivo e proferi uma palestra, cujo tema foi: como é possível estar bem vestido gastando pouco.
 
 
Vejamos abaixo algumas opções:
 
 
Não tenha preconceito com Brechós
 
Se você é do tipo farejador de bom gosto e consegue extrair o melhor, ainda que  seja um dos lugares mais improváveis, visite os brechós.  Lá, você será capaz de garimpar peças incríveis.
 
Detalhes tão pequenos
Na busca por bons achados, é fundamental ter um cuidado permanente: observar o acabamento. Costuras tortas, estampas que não se encaixam (principalmente, na junção das mangas) e forros que repuxam (em saias e vestidos) são alguns dos sinais de que a peça, por mais bonita que seja (e com precinho amigo), não vale a compra.
 
 
Customize`
Se você é do tipo criativo, customize suas roupas. Corte um pouco aqui, costure ali, arranque os bolsos, desfie a calça velha. Lembre-se de que o “destroyed look”, *destruído, está na moda.
 
 
Pratique o desapego
Invista em uma “playlist” inspiradora, abra as portas do armário e mãos à obra. Tire todas as suas roupas, experimente cada item. Seja prática, não emocional. Na dúvida, faça estas três perguntas:
1-  esta peça reflete a imagem que eu quero passar?
2- há quanto tempo não uso esta peça?
3- combina com, pelo menos outros, três itens do meu armário?
Fica bem no meu corpo de hoje?

 
Estas são algumas das muitas dicas que demonstram o quão é possível estar bem vestido e elegante gastando pouco... muito pouco.
 
Por Flavia Romero
 
 
 
 
 
 
 

Galeria de fotos 1 foto(s)